Pesquisadores Australianos descobriram no Chile, um planeta próximo da Terra que poderia ser potencialmente habitável. A descoberta foi divulgada hoje (17/12/2015).

Chamado de Wolf 1061c, está cerca de 14 anos luz da Terra e faz parte de três planetas que orbitam a estrela anã Wolf 1061, e são maiores que a Terra (1,4 / 4,3 / 5,2 vezes a da Terra).

“É fascinante ver a imensidão e pensar que está tão próxima de nós, é um vizinho bem próximo e poderia alojar um planeta habitável”, disse Duncan Wright, que liderou a pesquisa.

Entre os três, um deles (o maior) está fora de uma região habitável, e outro (o menor) perto demais da estrela, e no meio (o médio), em uma zona chamada de ”Cachinhos Dourados” está o Wolf 1061c,  que reúne condições ideais para ter vida, pois não está muito quente e também nem muito frio, podendo até existir água e inclusive vida.

Vale lembrar que a existir vida, não é necessariamente a existência de humanos e sim, plantas ou microrganismos vivos que possivelmente poderiam evoluir, como era aqui na Terra a bilhões de anos.

A descoberta foi publicada na renomada revista “The Astrophysical Journal Letters” e foi realizada com o telescópio do Observatório Europeu do Sul, em La Silla, no Chile.

 

Existem centenas de planetas rochosos como a Terra no universo, mas a maioria está centenas ou até milhares de anos luz da Terra, assim dificultando pesquisas. Hoje, o que temos de mais próximo é o Gliesse 667Cc, há 22 anos luz e a orbita ao redor de sua estrela dura 28 dias. Então esse foi mais um passo e nós esperamos que mais planetas como o Wolf 1061c e Gliesse 667Cc sejam encontrados próximos da Terra.

Separamos duas imagens que você poderá acompanhar o raciocínio do Wolf 1061c

Wolf_1061c_1 Wolf_1061c_2

Confira mais sobre o Gliesse 667Cc

gliese832c_1 gliese832c_2

Loading...