Cidade abandonou o seu metrô, que se tornou uma assustadora rede de catacumbas

Cidade abandonou o seu metrô, que se tornou uma assustadora rede de catacumbas

Cincinnati, em Ohio, possui uma série de túneis que foram abandonados muito tempo. Ao descobrir para que eles eram usados, todos se perguntam por que eles ainda estão abandonados.

Além do fato de estarem abandonados a quase 100 anos, pouco se sabe sobre estes túneis. As únicas pessoas que vão até lá são moradores de rua e exploradores urbanos.

Os túneis se estendem por cerca de 3 quilômetros através dos bairros centrais da cidade. Se o explorador permanecer sempre pelo caminho certo, é possível percorrer todo o trajeto em menos de uma hora.

Apesar da aparência desgastada, ainda há integridade estrutural suficiente para circular pelos túneis sem se preocupar com a possibilidade de desabamentos.

Mas por que uma cidade grande como Cincinnati, teria um sistema de túneis abandonados sob sua superfície?

No final do século XIX, a cidade competia com Nova York e Chicago pelo título de mais importante economicamente nos Estados Unidos. Durante o que parecia uma revolução tecnológica, eles abandonaram o metrô para adotar o sistema de bondes elétricos na superfície.

O projeto dos bondes foi concebido para ser uma grande inovação que custaria 6 milhões de dólares, mas a Primeira Guerra Mundial fez com que isto fosse adiado.

Com o fim da guerra, os preços inflacionados fizeram com que o custo da obra praticamente dobrasse. Quando os edifícios próximos começaram a apresentar rachaduras por erros de engenharia, a população passou a ver o projeto com maus olhos.

Para ajudar, a Grande Depressão de 1929 martelou o último prego do caixão do bonde elétrico de Cincinnati.

Não havia dinheiro suficiente ou apoio público para finalizar o projeto, a malha possui 7 estações, sendo 4 subterrâneas e 3 na superfície.

A Liberty Street talvez seja a estação mais interessante. Na década de 1980, um estudante de engenharia que explorava o local encontrou por lá um abrigo nuclear com beliches, água, comida enlatada e chuveiros para descontaminação.

A cidade não tem opção além de manter os túneis, já que eles estão sob sua avenida central, e há anos, os moradores tentam incentivar a classe política a construir algo nos túneis, pensando em adegas a boates e shoppings.

Em 2002, um plano para fazer mudanças no sistema de túneis foi votado, mas perdeu por 2 votos a 1.

Infelizmente, a cidade, que é uma das maiores da região, continua tendo um trânsito caótico e nenhuma opção para mobilidade em massa ou quaisquer propostas para resolver o problema.

Não existem planos para os túneis, o que os torna atualmente apenas um atrativo para curiosos.

Confira as fotos da rede de catacumbas