Ciências TODOS

Os cavalos entendem os gestos dos humanos

Os cavalos foram foram domesticados pela primeira vez em torno de 6.000 anos atrás e é um animal muito querido por muita gente, por ser dócil e também possibilita muitas aventuras e um transporte bastante eficaz.
Mas o que ficou ainda obscuro foi entender se os cavalos realmente entendiam o que os seus donos gesticulavam.

tumblr_n68u06SgaO1ta6kofo1_500

Uma pesquisa sugeriu que os cavalos podem sim entender os gestos humanos, como apontar, mas só seguirão se a pessoa permanecer perto da recompensa.

Em 2004, um pesquisa realizada identificou que os cavalos possuem memória a curto prazo. E estes estudos atuais, mostraram que eles usam esta memória curta para realizar várias tarefas.

Cientistas da Universidade de Pisa, na Itália, demonstraram que os cavalos não só são capazes de entender os gestos humanos, mas também de mudar a maneira com que fazem o que é pedido, conforme as suas próprias experiências passadas.

“Se um animal não resolve uma tarefa como esperávamos isso não significa que ele não é capaz. Existe a possibilidade de que ele está usando uma estratégia diferente para o que esperamos. ” Disse o Dr. Paolo Baragli, da Universidade de Pisa, na Itália.

A pesquisa

Vinte e quatro cavalos adultos de diferentes raças foram treinados para levantar um balde virado e encontrar uma cenoura escondida debaixo dela. Eles foram depois divididos em dois grupos de 12.

download

Os resultados foram publicados na revista Applied Animal Behaviour Science.

No experimento, o primeiro grupo de cavalos teve de encontrar um pedaço de cenoura em um dos três baldes virados depois de ver uma pessoa escondê-lo.
Os cavalos tiveram que esperar 10 segundos depois de ter sido escondido e esperar que a pessoa tivesse deixado o local.

O mesmo experimento foi realizado com mais 12 cavalos que tiveram que encontrar a comida por conta própria, sem qualquer informação adicional de um humano.

Resultados

Os cavalos que tinham visto a cenoura sendo escondida, escolheram o balde correto em sua primeira tentativa com mais freqüência do que aqueles que não tinham visto a cenoura sendo escondido.

Os mesmos cavalos, em outras tentativas, acharam a cenoura mais rapidamente, mas tiveram que levantar mais baldes, não achando da primeira vez.

Os cientistas sugerem os sinais do humanos (mostrar onde a cenoura estava) tornou-se menos importante com o passar das vezes.

Nos testes posteriores, os pesquisadores também descobriram que os cavalos que tinham visto a cenoura sendo escondida, iam direto para o balde onde tinham encontrado o alimento da outra vez.

Isso indica que os cavalos podem se lembrar onde o alimento está escondido, mesmo depois de um atraso, por entender o significado de uma pessoa estar perto para o local de destino (o balde com a cenoura por baixo).

Cavalos também são capazes de mudar a sua estratégia de tomada de decisão entre a confiabilidade sugerido por sinais humanos e uma recompensa mais imediata.
Isso significa que eles podem escolher se vão seguir as instruções do dono ou fazer por conta própria, dependendo da velocidade e precisão que eles querem achar a recompensa.

Os pesquisadores acreditam que esta habilidade é essencial para a sobrevivência dos cavalos.