Um achado bizarro, polêmico e um tanto quanto estranho. Arqueólogos encontraram um cérebro datado de 6 a.c. A descoberta foi no ano de 2009 na cidade de York, Inglaterra, porém, divulgada recentemente.

O tempo para a divulgação foi necessário após a realização de diversas pesquisas. Uma equipe com 34 especialistas foram chamados para estudar o ‘’objeto’’, por se tratar de uma descoberta extremamente rara, pois quando o crânio foi encontrado estava com a mandíbula e duas vertebras, sem o resto do corpo. O crânio levado para a analise e assim encontraram o cérebro humano dentro, que estava altamente conservado e preservado.

cerebro2

As investigações através de radio carbono dataram o crânio com 2.600 anos, pelo formato seria de um homem com até 45 anos de idade e fora atingido no pescoço. A questão que mais intriga os pesquisadores é o fato da conservação, pois não existem dados no mundo que comprove a existência de carne, tecidos e restos mortais que não sejam ossos. Segundo os pesquisadores a ideia para que isso tenha ocorrido foi pelo fato do local onde estava o crânio, um ambiente livre do oxigênio e selado, dificultando o processo de decomposição. Por questões químicas o cabelo e a pele somem, como você pode ver nesse post que realizamos sobre o corpo humano após a morte (LINK). Logicamente o cérebro não é do tamanho real, com o tempo ele encolheu, porém, a região da Inglaterra é famosa por encontra crânios.

cerebro3

Agora com a evidencia, vai chover de especialistas. Pode ser que tenhamos uma notícia nos próximos dias sobre o assunto, assim cmo ocorreu com o monge vivo, se caso ocorrer anunciaremos aqui no site. Só nos resta esperar.

cerebro

Fonte: Aqui.

Loading...