Alana é uma das 30 a 50 pessoas no mundo que possui o DNA de três pessoas diferentes. Isto mesmo, Alana tem três pais biológicos.

Isto se deu graças a um tratamento de fertilização que faz com que a pessoa herde o material genético de uma terceira pessoa além de seu pai e sua mãe.

Este método se chama Substituição Mitocondrial e em 2002 chegou a ser proibido nos EUA. Mas, agora o Parlamento Britânico está pensando em resconsiderar o tratamento e aprová-lo. Isto faria com que a Grã-Bretanha fosse único paísdo mundo a permitir a concepção de bebês com “três pais biológicos”. Veja o que Alana explicou:

“Muitas pessoas me dizem que tenho traços parecidos com os da minha mãe e olhos parecidos com os do meu pai. Herdei algumas características deles, e nossa personalidade também é parecida. Também tenho o DNA de uma segunda mulher, mas não a consideraria uma segunda mãe. Só tenho algumas de suas mitocôndrias”

Alana não considera que tem duas mães e um pai. Ela recebeu o DNA da terceira pessoa que estava contido em algumas mitocôndrias doadas. Mitocôndrias são organelas que realizam a respiração celular.

O tratamento: Transferência Citoplasmática

americana com 3 pais02

A mãe de Alana, Sharon Saarinen, tentou engravidar por 10 anos com tratamentos tradicionais. FOi em 1990 que fez a transferência citoplasmática através do médico Jacques Cohen.

Como Funcionou na mãe de Alana

Cohen transferiu para os óvulos de Sharon Saarinen o citoplasma de segunda mulher contendo mitocôndrias. Depois, os óvulos foram fertilizados pelo esperma do marido de Sharon. Como pequenas porções de mitocôndrias foram transferidas com o citoplasma, o DNA da doadora ficaram no embrião.

Veja no esquema abaixo como que funciona:

americana com 3 pais03 americana com 3 pais04

 

Loading...