Fotógrafo russo, faz impressionantes registros mostrando como flocos de neve são bem diferente olhando de perto.

A fotografia é uma das expressões artísticas com o maior poder para nos impressionar. Em uma fração de segundo, ela é capaz de eternizar um momento. Além disso, ela nos dá uma nova perspectiva sobre o mundo que nos cerca.

A macrofotografia, por exemplo, revela coisas muito pequenas em detalhes que normalmente não conseguiríamos ver a olho nu.

Para o fotógrafo russo Alexey Kljatov, há algo na natureza com uma beleza surreal, mas que poucos a percebem: a neve. Talvez alguns a vejam como um incômodo ao causar certas dificuldades para a vida correr normalmente, mas ao vê-la mais de perto – como é a proposta de Alexey -, talvez seja possível mudar de ideia.

O fotógrafo é especializado em macrofotografia, e voltou seus esforços para os flocos de neve. De perto, suas fotografias lembram finos pedaços de vidro.

Alexey vê um potencial imenso no seu tema escolhido. “Os cristais naturais de neve são objetos surpreendentes para a macrofotografia, graças a sua beleza, singularidade e diversidade”, afirma ele.

Cada floco de neve é diferente, então todas os registros são originais.

Para capturar detalhes vívidos, ele desenvolveu sua própria técnica de macrofotografia, empregando um aparelho que combina sua própria câmera e lentes de zoom.

Ele costuma usar um pano de lã como fundo, pois suas fibras ajudam a suspender o floco de neve e retardar o derretimento.

Somado a isto, o tecido ajuda a manter o floco no lugar, sem que ele seja levado para longe pelo ar.

Alexey já completou várias séries de fotografias, e afirma não pensar em parar.

Ele diz: “Mesmo depois de 8 invernos de sessões regulares de fotos, vendo milhares de flocos e seus detalhes, não me canso de admirar novos cristais e suas incríveis formas ou padrões interiores.”

Confira o site pessoal do artista.

Loading...