Fotografias de margaridas deformadas foram postadas no Twitter, quatro anos após o acidente de nuclear devastador em Fukushima no Japão. Feita pelo usuário do Twitter @San_kaido em 21 de julho na cidade de Nasushiobara, que é cerca de 110 km de Fukushima, algumas pessoas sugerem que as deformidades destas flores mutantes foram causadas por radiação que vazou das três centrais nucleares que foram derretidos na sequência de um tsunami colossal.

flores-mutantes-1

As deformidades lembram  aquelas de borboletas encontradas em Fukushima no ano passado, em um estudo feito em 2014, observou que uma população de borboletas locais tinham apresentado redução de tamanho, retardou o crescimento, alta mortalidade, e anormalidades morfológicas após o desastre. Mas é fato que este tipo de deformação pode ocorrer naturalmente nestas plantas, mas é lançado dúvidas sobre a suposição de que essas mutações estejam diretamente ligadas aos efeitos da radiação. E de acordo com um estudo feito em 2009, a fasciação induzida por radiação nas plantas selvagens é extremamente improvável.

flores-mutantes-2

Fasciação, é uma mutação rara que pode afetar o caule, raiz, flores, e às vezes até mesmo no fruto de mais de 100 espécies de plantas vasculares de todo o mundo. A mutação manifesta no tecido vegetal como uma faixa, com crista, ou forma contorcida achatada, da mesma forma como os centros amarelos das margaridas na imagem acima que foram alongadas e divididas ao meio.

Loading...