Etnia das Ilhas Salomão é um quebra-cabeça genético

Etnia das Ilhas Salomão é um quebra-cabeça genético

A pele negra e o cabelo loiro natural são causados por uma rara mutação.

Dentre os habitantes das Ilhas Salomão, um pequeno país insular localizado no Pacífico sul, está uma das maiores curiosidades genéticas do mundo. Grande parte de sua população possui a pele negra (a mais escura que existe fora da África) e o cabelo loiro.

Por séculos, o fenômeno foi associado à colonização da região, momento em que comerciantes europeus tiveram relações sexuais com os nativos. No entanto, novas pesquisas indicam que o aspecto físico particular dessas pessoas é causada por uma rara mutação genética.

Em 2012, um grupo de cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, e da Faculdade de Medicina, da Universidade de Stanford, nos EUA, viajou ao local e conseguiu coletar várias amostras de cabelo e saliva de seus habitantes. Após uma análise rigorosa, os pesquisadores chegaram à conclusão de que o cabelo peculiar dos salomonenses se deve ao gene TYRP1.

Os cientistas responsáveis pela pesquisa reafirmaram a necessidade de estudar vários grupos étnicos isolados geograficamente, para poder desenvolver tratamentos médicos que levem em consideração a diversidade genética.

FONTE

Loading...