TODOS

Ciência revela detalhes do espancamento de Jesus Cristo

Uma equipe vários de pesquisadores da Universidade de Bréscia, na Itália, fez um estudo cefalométrico no Sudário de Turim, que acabou revelando detalhes históricos ligados à morte de Jesus.

Iniciando com uma fotografia de 1931, em preto e branco, do Sudário de Turim, o tal pano que fora usado para cobrir o corpo de Jesus após sua morte, os dentistas e cirurgiões (da equipe de pesquisadores) da Universidade de Bréscia conseguiram revelar a presença de luxação na articulação temporomandibular, que teria sido provocada por golpes em seu rosto e também pelas pessoas que o transportaram ao local de sua morte.

Essa luxação da articulação temporomandibular é uma fratura que fica no osso da mandíbula, fazendo com que a parte inferior se desloque das articulações que a conectam com o crânio, e isso só poderia ocorrer com agressões físicas, sendo assim, foi a primeira conclusão realizada com estudo cefalométrico no Santo Sudário, o tecido que apresenta muitas características de ter sido usado para cobrir um corpo crucificado. Você pode acessar mais sobre o Santuário de Turim, nessa matéria que fizemos recentemente aqui no Momento Curioso, confira.

jesus-cristo-capa

Fonte