Um jovem chamado Abul Bajandar, de 25 anos, sofre de uma condição muito rara de pele chamada Epidermodisplasia Verruciforme. Sua doença causa lesões de verrugas que se assemelham a ramos e raízes de uma árvore crescendo em suas mãos e pés. Esta desordem é herdada e Abul vem sofrendo com ela nos últimos sete anos. Apelidado como o “homem-árvore“, o jovem está agora no Hospital e Colégio Médico de Daca, onde uma equipe de médicos  especialistas deve decidir sobre qual o tipo de tratamento para a sua rara doença de pele.

A chefe do Instituto Nacional de queimaduras e Cirurgia Plástica, a Dra. Samanta Lal Sen,  fez um anúncio sobre este caso. Ela conta que Abul foi internado na unidade de queimados e de cirurgia plástica e os médicos de plantão já estudaram sua condição, a fim de iniciar o tratamento imediatamente.

arvore-2

Abul não é a primeira pessoa a ter esse tipo raro de doença de pele. O homem-árvore original é um indonésio chamado Dede Koswara.

arvore-3

Se a condição de Abul for parecida com a de Dede, há uma notícia boa e uma ruim, a boa é que é possível remover as verrugas. Na época os médicos retiraram mais de 6 kg (95%) de verrugas de Dede Koswara. A ruim é que com o tempo as verrugas voltam a crescer de novo. Dede Koswara foi afastado do trabalho por causa da doença e quando ela voltou foi forçado a fazer parte de um circo para poder ter um renda melhor para a sua família.

arvore-4

Os médicos do Hospital e Colégio Médico de Daca, dizem que Abul continuará internado no hospital até que a equipe de especialistas seja capaz de encontrar uma solução para ajudar o rapaz na sua condição rara.

arvore-5 arvore-6 arvore-7 arvore-8