Enquanto você lê esta frase, você provavelmente acha que este momento é o que está acontecendo. O momento presente se mostra especial, real. Por mais que você possa se lembrar do passado ou antecipar o futuro, você vive no presente. Claro, o momento em que você lê esta frase não está acontecendo. Em outras palavras, é como se o tempo fluísse, no sentido de que o presente está constantemente se atualizando. Nós temos uma profunda intuição de que o futuro está aberto até que se torne presente e que o passado é fixo. Como os fluxos de tempo, esta estrutura do passado fixo, presente imediato e futuro aberto é arrastado para a frente com o tempo. Esta estrutura é construída em nossa língua, pensamento e comportamento. Como vivemos nossas vidas que perpetuam sobre ele.

O conceito de tempo foi inventado de certa forma, pelos humanos, uma forma de fazer as coisas se organizarem melhor, na teoria o tempo nem existe! ou como dizia Einstein “A distinção entre passado, presente e futuro é só uma ilusão, ainda que persistente”. Mas então por que ilusão? Poucas coisas são mais concretas que a passagem do tempo. A gente nasce sabendo que as horas passam no mesmo ritmo pra mim e pra você, que corremos para o futuro juntos. Mas Einstein descobriu que não: no mundo de verdade a gente viaja pelo tempo toda hora. Seu próprio corpo é uma máquina do tempo. Bem menos potente que um De Lorean de De Volta para o Futuro, mas é. Einstein explicou que o tempo não é uma coisa etérea, mas um lugar. Uma dimensão por onde a gente caminha sem parar. Por exemplo: enquanto você está sentado, lendo este artigo, os segundos continuam passando, certo? Então é como se você cruzasse o tempo num trem invisível agora mesmo.

Einstein descobriu que esse trem do tempo viaja em uma fucking velocidade de 1,08 bilhão de km/h, então como o espaço e o tempo são uma coisa só, poderíamos dizer que você está viajando á 1,08B de km/h, claro que não pelo espaço, mas está. Cada vez que você se move pelo espaço ou simplesmente se mexe, você pega um pouco desse tempo emprestado, tempo que está disponível em uma espécie de ”banco do tempo”.

De qualquer forma, o tempo é sim uma ilusão, sabemos que para o passado é impossível voltar, a menos que você vá para outro universo paralelo, mas isso não vem ao caso. Como citado anteriormente, o ”tempo” sempre flui para frente, então levando em consideração que a velocidade da luz é de 300 000 km/s e tudo que tem matéria tem de ficar no minimo abaixo dessa velocidade, o tempo por ter a velocidade de 1,08B km/h e sempre fluir para frente, então sabemos que o futuro já aconteceu, mas por estarmos presos á velocidade da luz (até onde se sabe) não podemos acessar esse futuro até que ele chegue naturalmente até nós, se tornando assim o ”atual presente”.

 

Loading...