Quanto mais explorado, mais descobertas acontecem nas profundezas do oceano.

Pesquisadores estão prestes a desvendar tudo sobre o gigante marinho conhecido como Peixe Lua (mola mola – sunfish).

A primeira vista parece um monstro marinho pelo seu tamanho, sendo o maior peixe ósseo do mundo, com aproximadamente quatro metros de largura e pesando uma tonelada o Peixe Lua nada de forma estranha e esquisita, sem as barbatanas laterais totalmente na contra mão da evolução dos seus parentes. – (Isso causaria uma reviravolta no darwinismo).

Além da maneira de nadar estranhamente, o comportamento do Peixe Lua intriga biólogos e pesquisadores pelas suas atitudes, ficando metade de seu dia deitado na superfície do oceano, ‘’tomando sol’’, imóveis. Como se estivessem descansando ou recuperando a energia.

Com uma nova pesquisa, dados indicaram que o Peixe Lua caçam Hidrozoários Marinhos – Siphonophores (medusas do mar, entenda) encontrados de 50 a 200 metros de profundidade, após a sua caçada, o Peixe Lua nadam até a superfície para descansar ou se aquecer no sol.

Comprovado as atitudes em estudos, os biólogos acreditavam que o Peixe Lua comia somente águas-vivas, porém, Itsumi Nakamura estudou as espécies de perto na costa do Japão, com termômetros instalados no Peixe Lua medindo sua temperatura corporal, a pesquisa contou com câmeras especiais para o oceano para acompanhar um cardume dessa espécie. Com todas essas informações a pesquisa foi publicada na revista Animal Ecology, aprontando que o Peixe Lua tende a viver tanto em águas profundas como também na superfície do mar, em ciclos, e ‘’tomando sol’’ os peixes recuperam as energias para poder fazer o clico novamente.

Algumas imagens do Peixe Lua;

peixe_lua_1 peixe_lua_2 peixe_lua_3 peixe_lua_4 peixe_lua_5

 

Confira um mini documentário sobre o Peixe Lua.

Fonte: BBC

Loading...