Uma equipa internacional de investigadores irá em breve começar a analisar partículas cósmicas, que foram coletadas do interior das pirâmides, na esperança de descobrir sobre a maneira de terem construídos há 4.600 anos.

No mês passado, pesquisadores coletaram partículas subatômicas através de placas de radiografia, a partícula, também conhecida como como múons, foi retirada da Pirâmide Curvada, que fica em Dahshur. Essa pirâmide tem um formato diferente, alguns pesquisadores acreditam que ela foi construída as pressas, essa pirâmide também é diferente das demais pelo fato de possuir duas entradas, uma na direção Norte e a outra na direção Oeste. É também uma das pirâmides mais bem conservadas no Egito, provavelmente, devido ao modo como as pedras foram colocadas.

piramide_curvada

As partículas subatômicas não são visíveis para a gente, e acredite, elas caem constantemente no planeta Terra, são cerca de 10 mil por minuto e são criadas quando os raios cósmicos do espaço reagem com os átomos na atmosfera terrestre. Materiais como troncos e pedras podem absorver as partículas, e se isso realmente estiver seguindo as teorias dos pesquisadores, podemos ter em breve novas teorias das pirâmides e dar mais um passo para matar um grande questionamento da nossa história.

Confira como funcionava a estrutura da pirâmide:

piramide_

Um pouco de história:

Em escritas, os Egípcios deixam registros que os “Deuses” eram os verdadeiros donos das terras em que habitavam, e também acreditavam que os espíritos dos faraós vinham do cinturão de Órion. E para gerar mais debate sobre o assunto, alguns estipulam que as estrelas se alinhavam com algumas pirâmides, confira a imagem.

piramide_orion

piramide_orion_2

 

Loading...